quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

O inverno da raposinha

O grupo III, Emelly, Davi, Taciane e Rafael, leu o livro "O inverno da raposinha" e o indicam para outras crianças, porque gostaram muito da história.
Raposinha não quer dormir e sua mamãe a leva pra passear pela floresta que cada vez mais vai ficando fria e branca, porque está nevando.
No final, Raposinha fica cansada e acaba dormindo.


Fiz voar o meu chapéu

O grupo II, Paloma, Daniel e Rafael, leu o livro "Fiz voar o meu chapéu" e gostaram da história, porque ela tem rimas e foi escrita por Ana Maria Machado.


O lobo voltou

O grupo I, David, Vinicius, Lucas e Cristian, leu o livro "O lobo voltou" e o recomendam, pois ele conta a história do lobo que voltou.
O sr Coelho, Os três porquinhos, A cabra e os sete cabritinhos, O cordeiro, Pedro e Chapeuzinho vermelho leram a notícia no jornal e ficaram com medo de que ele realmente voltasse. Para se protegerem, todos foram para a casa do Sr coelho e, quando estavam jantando, o lobo chegou! Mas não ficaram com medo e até o convidaram para jantar.


Resumindo livros

Hoje, durante a aula de Sala de Leitura, a turma 8101-Realfa, dividida em grupos, escutou as histórias "O lobo voltou", "Fiz voar o meu chapéu" e "O inverno da raposinha" e, após a leitura, cada grupo fez um resumo do seu livro oralmente. Vejam nos próximos posts o resultado dessa atividade.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Como tornar crianças em bons leitores

"Muitos pais se queixam  da luta que é fazer com que os filhos leiam. As alternativas à leitura são variadas, mas sobretudo os computadores, televisão e consolas, são os responsáveis por esse afastamento dos livros.

Quem não compreende este cenário que atire a primeira pedra! Os meus filhos foram incentivados desde pequeninos a ler, no entanto, têm tido algumas fases em que os livros são a última das opções. E mesmo assim, com muita pressão da nossa ( pais ) parte!

No verão, o filho de uma amiga dizia-me que não tinha vontade de ler, ao que eu lhe sugeri, os livros preferidos do meu filho, na altura: "Diário de um banana". Como estávamos numa Livraria, ele pegou num e leu algumas linhas. Conclusão, pelo Natal pediu de presente a colecção aos pais!

Parece-me que é algo cíclico, e por conseguinte, já tinha chegado à  conclusão que desde que voltem aos livros, ao fim de algum tempo, não está tudo perdido! Contudo, talvez estas fases intermitentes de não-leitura possam ser eliminadas, ou pelo menos encurtadas, se conseguirmos arranjar propostas de leitura que interessem às crianças.
Neste Natal, o Duarte recebeu de presente vários livros do Álvaro Magalhães, e apesar de eu não ter ficado propriamente optimista ao observar aqueles  livros ( por terem demasiadas ilustrações ), o Duarte pegou neles, voluntariamente, e leu-os de um só fôlego. De seguida, pegou noutros livros que estavam na estante, ainda novinhos em folha, desde o seu aniversário   ( em abril! ) e continuou com a leitura!

Ele próprio comentou, por várias vezes, que os livros do Álvaro Magalhães lhe despertaram o apetite pela leitura. E me pressionou para que saíssemos para comprar mais livros.

Eu realmente acredito que o melhor exemplo é aquele que nós, pais,  damos; dizer uma coisa e fazer outra, não funciona. No entanto, também não podemos ignorar a personalidade e outras distracções (ou tentações!) dos nossos filhos. Apesar dos meus filhos me conhecerem como leitora inveterada eu não consegui despertar neles esse amor incondicional pelos livros. Ainda.

Porque estamos a fazer progressos; e esta nova descoberta atesta que o caminho para esse amor aos livros também se faz com certos e determinados livros. Aqueles que os conseguem agarrar!

Agora vamos lá descobrir quais. Sugiro uma incursão pela Biblioteca e Livrarias; pegue em vários livros, escolhendo-os com as crianças, e sentem-se tranquilamente, a folhear e mesmo a ler algumas páginas. Veja que tipo de livro é do interesse das crianças, e aposte neles.

Depois disso, nunca deixe que lhes faltem livros!"

Até breve.

Fernanda Sampaio

ROMEU E JULIETA RUTH ROCHA .wmv

Romeu e Julieta, Ruth Rocha

"Nada de Capuletos e Montecchios. Romeu e Julieta de Ruth Rocha são duas crianças-borboletas e sem finais tristes elas mostram que a amizade não se abala se os amigos não têm a mesma cor. Quem as apresenta - e ajuda na consolidação de sua amizade - é o amigo Ventinho, que conhecemos em outro conto delicioso também de Ruth, bem ligado ao universo escolar e infantil que ela descreve como poucos." (http://www.pequenosleitores.com/2010/11/romeu-e-julieta-de-ruth-rocha.html)




Cuidados com o livro

A Maior Flor do Mundo | José Saramago

Como incentivar seu filho a ler

Quem aí já leu?

"Quem quer casar com a Dona Baratinha, que tem fita no cabelo e dinheiro na caixinha?"

Dona Baratinha é um clássico da literatura infantil moderna, escrito por Ana Maria Machado e ilustrado por Maria Eugênia.
O livro conta a saga de Dona Baratinha, que depois de encontrar uma moedinha e achar que ficou rica resolveu encontrar um noivo para se casar.


Turma da Mônica - Cor de Rosa

Esse livro faz muito sucesso na Sala de Leitura

Ratinho é muito curioso. Ele gosta de descobrir como tudo é por dentro.
Nada escapa de Ratinho, nem mesmo as fraldas de seus amigos. 
Coelho, Cabrita, Cachorrinho, Bezerro, Potrinho e Porquinho, todos mostram suas fraldas. 
Então, claro, eles também querem ver a fralda de Ratinho. Uma grande surpresa os espera. 
Um divertido livro com abas sobre a grande curiosidade de um pequeno rato. Diversão garantida para crianças e adultos.



Ninguém nasce leitor...

"Ninguém nasce leitor. Um leitor nasce quando pega pela primeira vez um livro para brincar, ou mesmo mordiscar, ainda bebê. Com a familiaridade, com o fácil acesso, com toda a família lendo junto e lendo na frente da criança, dando o exemplo. Com histórias de dragões e princesas antes de dormir, com gibis em quadrinhos e mesmo com a obrigação de ler um livro para prova na escola. Com o incentivo à leitura através de bibliotecas públicas, contação de histórias, encenações de peças baseadas em livros, com professores que despertem em seus alunos a paixão pela leitura, deixando de lado aulas burocráticas, instigando seus alunos a entender, interpretar e produzir textos com qualidade."




Atenção pais e responsáveis!


Nova lei

Uma nova Lei Federal passou a exigir que os alunos na pré-escola tenham no mínimo 60% de presença. Vale para crianças na faixa etária entre quatro e cinco anos, tanto da rede pública, quanto particular. Conheça a lei: http://bit.ly/1czOVcD



Vamos tentar? As crianças vão adorar!


quinta-feira, 28 de novembro de 2013

De frente com o autor... Manuel Bandeira (parte 2)

De frente com o autor... manuel Bandeira (parte 1)

De frente com o autor... Ziraldo

De frente com o autor... Ruth Rocha

De frente com o autor... Ricardo Azevedo



Programa da rádio fama criado pela profª Bruna da Sala de Leitura

1ª fase do colégio Pedro II

Parabéns João Pedro CoelhoMateus QuinteiroGabriel Ramos Lopes e Dagni...q não tenho no face)), pela Aprovação na Primeira fase do Pedro II, 
Um pezinho já está lá dentro, agora é Estudar Muito Matemática e colocar o outro*** Boa Sorte, estou Torcendo Muito e Feliz Por Vcs!!!!

Presépio

A turma da Educação Infantil da profª Marcia confeccionou um lindo presépio de Natal. Vejam que graça ficou!